× G&A Comunicação

blog

Tendências para mídias sociais em 2020

20/01/2020

Tendências para mídias sociais em 2020

CONHECER AS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS DAS REDES SOCIAIS AJUDA A COMPREENDER O QUE FUNCIONA PARA O SEU PÚBLICO-ALVO, OTIMIZANDO A ESTRATÉGIA DIGITAL

Em tempos que uma infinidade de marcas concorre pela atenção do público-alvo, estar atualizado em relação às principais tendências para mídias sociais é essencial para ganhar vantagem competitiva nessa corrida para atrair – e engajar – seu público-alvo.

Quer saber mais sobre quais estratégias serão úteis para o seu negócio em 2020? Confira a nossa lista de nove tendências que estarão em alta:

Conteúdos temporários terão cada vez mais relevância

A captura de micro momentos como o Snapchat ou os stories do Instagram já fazem sucesso entre os usuários das redes sociais e tende a ser ainda mais utilizada em 2020. De acordo com Chris Cox, diretor de produtos do Facebook, o uso de stories cresce quinze vezes mais que o feed e deve superar este último ainda este ano.

Video is king

O conteúdo em vídeo ocupa um espaço cada vez mais relevante em diversas mídias sociais. No feed do Instagram e Facebook, a importância desse formato irá aumentar. O YouTube, plataforma de referência para consumo de vídeos, deverá crescer este ano. O TikTok, rede social que muitos analistas apostam para 2020, é uma plataforma de vídeos curtos.

Instagram ocupa o e-commerce

Em 2019, a plataforma lançou duas ferramentas nos Estados Unidos, Checkout e o Shopping for Creators, que permitem a venda de produtos sem que o consumidor precise sair do Instagram. O uso das ferramentas deve ser estendido a outros países em 2020 e a tendência é que o Instagram se consolide também no segmento de e-commerce.

Surge uma nova mídia social: TikTok

O aplicativo para criar vídeos curtos de humor de dublagem de músicas ficou em terceiro lugar na lista dos mais baixados em todo o mundo e no primeiro trimestre de 2019 e já conta com mais de 500 milhões de usuários. No Brasil, já é febre entre crianças e adolescentes e a expectativa é que o seu uso se popularize em 2020. Como resposta ao sucesso do aplicativo chinês o Instagram lançou o Cenas, funcionalidade que copia os recursos do TikTok.

Geração de engajamento segue como tendência

Os algoritmos das redes sociais estão cada vez mais assertivos em identificar o que é um engajamento natural e priorizando apenas conteúdo que engajam a audiência. O principal marco foi “a morte dos likes” do Instagram em 2019. Em 2020 essa tendência segue, a qualidade do conteúdo e análise do comportamento da audiência serão cada vez mais importante para o sucesso das publicações.

Consumidores estão de olho em uma influência sustentável

Os consumidores estão cada vez mais conscientes da relação entre produtores de conteúdo nas mídias sociais (influenciadores) e as marcas. E o nível de exigência tem aumentado. Fazer parcerias com influenciadores malvistos por parte do seu público-alvo ou a influenciadores que produzem excessivamente conteúdo para marcas pode gerar um efeito negativo para a imagem da marca.

Marcas buscam mais parcerias de longo prazo com influenciadores

Como consequência da tendência anterior, as marcas têm buscado mais parcerias de longo prazo com influenciadores que têm fit com o produto e os valores da marca. O objetivo passa a ser menos uma exposição pontual do produto ou marca e mais uma construção conjunta de uma narrativa junto com o influenciador.

Chatbots são tendência para atendimento nas mídias sociais

A inteligência artificial para conversas automatizadas nas redes sociais é uma grande aliada para atendimento ao cliente e vendas. Porém, é importante oferecer uma experiência satisfatória para o usuário por meio desse recurso. Quanto maior for o atendimento das suas expectativas, maior a chance de gerar uma aproximação e uma fidelização.

Conteúdo gerado por “gente comum” segue em alta

O usuário das redes sociais está cada vez mais interessado em conteúdo gerado por pessoas que se parecem com eles, em lugar de celebridades. Nesse sentido, os microinfluenciadores e o user-generated content (conteúdo sobre produtos ou marcas gerado espontaneamente pelo usuário) são táticas que as marcas devem continuar apostando em 2020.

Conhecer as tendências não garante que a estratégia de redes sociais seja executada com sucesso. É preciso um planejamento estruturado de ações e um monitoramento estratégico das mídias digitais da marca.